22 de mar de 2014

Manual do Jovem Orientista - Dica nr 37.

Dica no 37: Orientação em Montain Bike.

A Orientação em Montain Bike (MTB-O) é um esporte no qual o competidor, usando bicicleta, tem que passar por pontos de controle, marcados no terreno, no menor tempo possível, auxiliado por mapa e bússola.  Em MTB-O o elemento decisivo é a habilidade de navegação do competidor, como ocorre na orientação em esqui, onde o foco principal é a escolha de rotas em alta velocidade. Não é permitido o uso de aparelhos de navegação por GPS nas competições. O percurso não deve passar por obstáculos verticais intransponíveis como barrancos, penhascos, muros não transponíveis com a bicicleta e vias asfaltadas com transito intenso de veículos a motor. O ciclista deverá completar o percurso montando, levando ou empurrando a sua bicicleta. Os pontos de controle são sempre localizados nas trilhas, assim os participantes nunca podem abandonar a sua bicicleta. As rodas da bicicleta não podem tocar no solo fora de trilha; se abandonar a trilha o competidor terá de transportar a bicicleta com ambas as rodas no ar. 

É permitido carregar ferramentas e peças sobressalentes, mas durante as competições só é permitido usar aquelas carregadas pelo próprio competidor ou por outro participante da prova, sendo permitida a troca de peças e ferramentas entre eles, entretanto não é permitida ajuda externa, e os competidores devem terminar a prova com a mesma bicicleta que iniciaram. É obrigatório o uso de capacete, como equipamento de proteção. Como nas demais formas de orientação, é dever de todos os participantes ajudar os competidores feridos em algum acidente. 

O mapa para MTB-O possui características próprias, conforme padrão definido pela IOF, podendo ser confeccionado a partir de mapas de orientação pedestre, mas com uma legenda suplementar para classificar as trilhas quanto à sua largura e transitabilidade, assim como outras características peculiares.  A escala pode variar entre 1:5.000 a 1:20.000, conforme a distância do percurso, preferencialmente para ajustar até o tamanho A4. Normalmente é utilizado um suporte especial para o mapa, que é fixado ao guidão e pode girar para orientar o mapa. A bússola é de livre escolha do competidor, sendo mais comum o uso de algum tipo preso à mão. O cartão de controle ou cartão do sistema de picote eletrônico deve estar conectado à bicicleta, através de um cordão retrátil ou qualquer outro tipo de cordão, de modo que não seja removido da bicicleta durante o evento.

A MTB-O é uma modalidade de competição própria do esporte orientação, regulada e dirigida em nosso país exclusivamente pela Confederação Brasileira de Orientação, principalmente no que se refere a suas regras, formatos de competição e provas a nível nacional. Em vários países a MTB-O está bem difundida, inclusive com grande número de competidores exclusivos da modalidade. É possível envolver ciclistas de outras provas, como os de esporte de aventura, por exemplo, desde que as regras e formatos das competições de MTB-O sejam observados.

Ir ao ÍNDICE

Nenhum comentário:

Postar um comentário