30 de jul de 2010

Último dia do O-Ringen

O O-Ringen acabou hoje com uma última etapa na floresta da Universidade de Örebro. O primeiro a chegar é o vencedor: a corrida foi do tipo perseguição. A prova foi adequada tanto para David Andersson quanto Simone Niggli-Luder, que mantiveram a liderança até o final.


Difícil considerar qualquer lacuna de liderança como já estabelecida antes de entrar no terreno verde e molhado de Markaskogen. As pernas subitamente desaparecem sob a água e alguns segundos depois aterram em solo rochoso, a visibilidade variando de extremamente limitados a muito boa, a vegetação que oferece o apoio para os pés em um primeiro momento pode impedir os movimentos logo depois. "Era um outro tipo de orientação em relação aos dias anteriores", explicou o sueco David Andersson. Começando 2'20" à frente de Oleksandr Kratov, Andersson pôde manter a sua liderança estável e aumentar por 10 segundos. "Hoje a corrida foi muito boa. Corri sem erros e sabia de minha posição o tempo todo", comentou. Sua entrada no longo funil para o sprint final era sinônimo de um momento de intensa emoção. Eram lágrimas ou suor de olhos Andersson? "O-Ringen é a maior competição na Suécia, e aquela que eu sempre quis ganhar a nível nacional". Com a sua subida constante no pódio (3, 3, 8, 1 e 2 em cada etapa), O-Ringen 2010 encontrou um vencedor lógico em David Andersson, assim como o segundo lugar do ranking global parecia para atender bem Oleksand Kratov.


Ainda, quem esperia o jovem Johan Runesson, ainda capaz de correr na H20 Elite, para tomar o terceirolugar do O-Ringen Elitserien? O sueco de 19 anos comentou a sua tática de corrida - Mattias Millinger e Erik Rost estavam partindo apenas 10 e 20 segundo atrás dele, respectivamente. "Eu realmente me preparei mentalmente para ser apanhado por eles, era um fato claro para mim. É por isso que não fiquei surpreso ou nervoso quando isso aconteceu", explicou Runesson. "Eu sabia que seria muito difícil alcançar os dois corredores na frente, então eu só queria ficar na terceira posição. Corremos o percurso inteiro juntos e eu estava correndo atrás. Eu queria ficar longe deles no quarto final da etapa. Eu tinha planejado ir para o norte, mas todos nós fomos para o sul. O ponto não estava lá e eu reconheci de primeira o que devia corrigir: ir para o norte teria sido a coisa certa a fazer. De certa forma, pode-se dizer que foi realmente bom ter cometido esse erro com os outros para se livrar deles depois, embora esta tática não tenha sido planejada", Runesson riu. Mais sério, acrescenta sobre toda a semana: "Eu nunca fui tão longe antes. Isto significa muito durante o inverno, porque agora sei que eu treino bem".


Um que inicialmente era esperado para lutar pela vitória final, Daniel Hubmann, não mostrou seu lado mais forte. o suíço admitiu ter problemas para motivar a si mesmo hoje. "Eu cometi alguns erros no início, e depois a força foi embora. Como eu mesmo não tinha qualquer papel a desempenhar no pódio, resolvi facilitar para os outros. Vou voltar agora para a Suíça para descansar durante uma semana, antes de ir ao Campeonato do Mundial". Fabian Hertner ainda ganhou posição, terminando no 5º lugar.

Ao contrário de seu conterrâneo, Simone Niggli-Luder não estava receosa de mostrar ao mundo da orientação o quão boa sua forma parece estar para Trondheim. "É fantástico, uma grande preparação para o Campeonato do Mundo", disse Niggli sorridente, com a flâmula de Ulricehamns OK ainda na mão. Na verdade, a suíça já se colocou quatro vezes no ranking geral das edições anteriores, mas ainda descreve a sua vitória no O-Ringen ser "muito especial". "Agora sei que minha forma está muito boa para Trondheim", acrescenta ela, e pareceu surpresa com a pergunta de um jornalista, esperando a reação dela ao dizer que ela seria agora a grande favorita do WOC: "Bem, este tem sido o mesmo caso de todos os últimos anos!".


Niggli, contudo, não teve o melhor tempo do percurso, que terminou na sexta posição. Jurenikova Eva (2) e Signe Söes (3) venceram com cerca de 50 segundos - nada para colocar os incríveis 10'30" de Niggli em perigo. "Não foi uma corrida perfeita hoje", Eva Jurenikova comentou. "Corri cuidadosamente, mas cometi alguns erros. Senti-me lenta por causa do terreno". Para a Checa o O-Ringen também foi um impulso de auto-confiança: "Agora estou na minha melhor forma. Espero poder melhorar um pouco mais no WOC. Dane Signe Söes terminou na mesma terceira posição que ela tinha no início, mas teve que defini-la no final contra uma perigosa Bodil Holmström. A finlandesa ganhou o percurso com mais de dois minutos de vantagem para todas as mulheres da Elitserien, sobre Niggli inclusive.

29 de jul de 2010

Quarta etapa do O-Ringen


A quarta etapa do O-Ringen Elitserien encontrou o seu herói no sueco de 19 anos de idade, que já encontra o seu caminho na elite mundial, enquanto continua sendo um júnior. Que ele é um atleta excepcional, Johan Runesson mostrou já há dois anos, levando três medalhas de ouro das 4 disponíveis no Junior World Orienteering Championships, na idade de apenas 17 anos.


"Foi uma corrida muito difícil" foram as primeiras palavras de Runesson quando pediram para comentar a sua façanha de hoje. Palavras que todo mundo podia ler em seu rosto quando deitou-se após a linha de chegada, o corpo na lama, tentando encontrar um pouco de ar para respirar. "Eu não esperava este resultado durante a corrida! Tive alguns pequenos erros, mas estava correndo muito rápido. Eu sabia que Daniel Hubmann tinha saído dois minutos depois de mim, e esperava ser pego por ele. Eu comecei a perceber que era uma boa corrida, quando vi que ele ainda não tinha feito isso. Ouvi então no último ponto que estava na liderança e no sprint até a linha de chegada foi uma sensação realmente agradável ..." A chegada de David Andersson foi menos espetacular, mas o sprint final foi dramático: Andersson bateu Runesson com apenas dois segundos de vantagem. No entanto, foi Runesson que todos os microfones procuraram.


"O início era íngreme, com muita subida e descida", explicou mais Runesson . "Eu vi que esta parte era a única com esse tipo de elevações, então eu pensei que deveria fazer o máximo nas subidas. Eu tentei manter a calma e usar muito minha bússola. Após 5-6 pontos me senti muito bem e todos os controles estavam exatamente onde eu queria que estivessem. Então, nós mudamos para uma parte mais plana, com áreas abertas e pântanos. Eu decidi ficar o mais próximo possível da linha vermelha, verificando com frequência a bússola. Eu realmente tentei estar sempre um passo à frente". "Não parecia tão difícil no mapa, mas tivemos alguns pontos muito complicado", completou o 3º colocado Oleksandr Kratov, que terminou apenas 15 segundos atrás Andersson e Runesson naquele percurso de 8 km, seguido por Daniel Hubmann 10 segundos depois. "Era um terreno muito interessante. Minha corrida foi legal, eu não cometi tantos erros assim, exceto em 30 segundos que perdi perto do final". Estes três homens estão, na verdade, partilhando o pódio do ranking geral atual do O-Ringen Elitserien: David Andersson lidera com 2'20" sobre Oleksandr Kratov e 3'30" sobre o jovem Johan Runesson. Líder até hoje, Peter Öberg não correu nesta etapa. O resultado final será decidido amanhã numa etapa de perseguição. Será uma grande disputa pelo pódio e por melhores colocações.

Resultado homens
1 David Andersson Sverige 43:43
2 Johan Runesson Sverige 43:45
3 Oleksandr Kratov Sverige 44:05
4 Daniel Hubmann Schweiz 44:15
5 Valentin Novikov Ryssland 44:55

Resultado geral homens
1 David Andersson Malungs OK Skogsmårdarna Sverige 165:18
2 Oleksandr Kratov Orienteringsklubben Orion Sverige 167:38
3 Johan Runesson Orienteringsklubben Tisaren Sverige 170:47
4 Mattias Millinger Orienteringsklubben Linné Sverige 170:57
5 Erik Rost Malungs OK Skogsmårdarna Sverige 171:09
6 Daniel Hubmann Kristiansand OK Schweiz 172:21
7 Fabian Hertner Kalevan Rasti Schweiz 172:29
8 Mattias Karlsson Halden SK Norge 174:40
9 Henrik Löfås Orienteringsklubben Linné Sverige 176:01
10 Ola Martner Göteborg/Majorna OK Sverige 177:47


"Parabéns, você é a vencedora desta etapa", anunciou o locutor a Simone Niggli-Luder alguns minutos antes. "Oh não, eu não acredito", respondeu Niggli. "Eu não fiz uma boa corrida, eu realmente acredito que podia fazer melhor..." Ela, porém, teve de admitir que se enganou nessa suposição. Talvez pela falta de concorrência com a ausência de Helena Jansson, Simone Niggli teve a vitória sobre Eva Jurenikova por exatamente um minuto. Lina Persson chegou 30" atrás de Jurenikova. Os resultados da classificação geral parecem bastante estáveis nessa categoria, exceto ocorram grandes perdas de tempo amanhã. A vantagem de Niggli para Jurenikova atinge impressionantes 10'30" , enquanto Signe Söes está a 5'07" do 2º lugar.

Os participantes vão competir amanhã em um terreno que quase toca no centro de eventos do O-Ringen, pela primeira vez após quatro etapas com cerca de 40 minutos para cada uma. Até então, cada um vai tentar conseguir alguma roupa seca novamente. Hoje, a chuva transformou o terreno, rostos, corpos e mapas em campos de lama.

Resultado mulheres
1 Simone Niggli-Luder Ulricehamns Orienteringsklubb Schweiz 37:42 (1) 143:45
2 Eva Jurenikova Domnarvets Gymnastik o Sverige 38:43 (2) 154:14
3 Lina Persson Kristiansands OK Sverige 39:12 (4) 161:12

Grato pelos comentários e fotos do Ultimate Orienteering.

27 de jul de 2010

3º dia do O-Ringen

Os participantes do O-Ringen não estão definitivamente livres de choques térmicos. Depois de dois dias frios e chuvosos, um dia de sol de 26 graus. Enquanto os concorrentes do O-Ringen competiram na manhã em um complicado percurso longo na mesma área do dia anterio, foi no centro da cidade de Örebro o confronto dos atletas de Elite esta tarde. A prova de sprint tinha todas as características de uma competição agradável e desafiadora. A partida exigiu diretamente a concentração total dos atletas, com uma perna mais comprida seguida por pontos próximos em uma área técnica. Muitos renques estavam confundindo os corredores, que tinham que encontrar o seu caminho entre os jardins: uma dificuldade na qual foi adicionado o fato de que os pontos tanto dos homens como das mulheres eram frequentemente muito perto um do outro. Cerca de metade de todas as mulheres cometeram erro, correndo para o ponto dos homens em um dos locais complicados, perdendo preciosos segundos. A parte final da corrida foi mais física, com opções de rota evidente.

A corrida permaneceu indefinida até os últimos metros para os homens, apesar de um pódio suíço completo estar assegurado. Fabian Hertner esqueceu totalmente o último ponto, não vendo-o no mapa. Ao ter notado o prisma, ele então caiu na grama escorregadia e perdeu seu mapa. Essa perda de tempo não foi relevante para o resultado final, pois na sequência de um reflexo, Hertner correu e pegou o mapa que caiu, perdendo apenas alguns segundos na ação. Ele finalmente ganhou de Matthias Müller, com 4 segundos de vantagem (foi por pouco).

"Eu sabia que se estivesse correndo bem, estaria entre os líderes", comentou Matthias Müller (que agora vive na Suécia), "Eu vinha muito bem na corrida desde o início. Achei os pontos difíceis de cara, o que obviamente me deu auto-confiança, combinados com o fato de que eu alcancei já antes da troca de mapa o que partiu antes de mim. Eu tive alguns problemas de concentração no final, onde perdi cerca de três vezes até 5 segundos". Seu jovem conterrâneo Raffael Huber, correndo em seu segundo ano na Elite, sabia que o sprint seria seu melhor, mas talvez não de tal forma: "Foi ótimo, eu encontrei-me muito bem no mapa. Eu tentei pensar adiante sobre as pontes, quando tinha um pouco mais de tempo. A semana correu bem até agora. Finalmente tenho o suficiente de ferro no meu corpo, mas eu estava muito inseguro tecnicamente nas duas primeiras etapas.



O sueco Peter Öberg permanece na liderança do ranking geral, apesar de uma corrida ruim colocá-lo hoje na 24ª posição. David Andersson, muito constante ao longo das três corridas, fica a apenas 35 segundos atrás de Öberg. Em 3º ainda está Oleksandr Kratov.

Resultados Homens
1. Fabian Hertner 14:04
2. Matthias Müller 14:08
3. Raffael Huber 14:20

A corrida foi novamente menos concorrida na categoria feminina, onde Simone Niggli-Luder ganhou com 31 seg de vantagem sobre a sueca Lena Eliasson. Emma Claesson terminou em 3º lugar, 45 segundos depois de Niggli e alguns segundos à frente Dane Signe Söes, atualmente quarta do ranking geral. "Foi tudo bem", comentou Signe Söes, "Eu estava um pouco estressada no início, pois havia muitas pessoas no parque. Espero que eu possa fazer melhores corridas técnicas nos próximos dias, como estou buscando na preparação para o Campeonato Mundial, em Trondheim". Eva Jurenikova ocupou o segundo lugar da classificação geral, antes de Heidi Oestlid Bagstevold. A vantagem de Simone Niggli na liderança agora subiu para 9'29".

Resultados Mulheres
1. Simone Niggli-Luder 13:28
2. Lena Eliasson 13:59
3. EmmaClaesson 14:15

26 de jul de 2010

O'Ringen depois de dois dias




Nos dois primeiros dias do O'Ringen alguns nomes que apareceram no Campeonato Europeu também destacaram-se ali. No primeiro dia os 3 primeiros foram Peter Öberg, Fabian Hertner e David Andersson. No segundo dia houve bastante mudança nas colocações, com a vitória do russo Valentin Novikov, campeão do percurso médio do EOC, seguido por Tomas Stenström e David Andersson. Peter Öberg manteve a liderança e David Anderson agora é o que está mais próximo dele, com apenas 1 minuto de diferença. Simone Niggle-Luder venceu nos dois dias e lidera com boa vantagem a disputa feminina.


A participação brasileira está de acordo com o esperado. Temos um representante na H21E e uma na D21E. Os demais brasileiros estão participando nas categorias "H e D21 Long", a categoria mais disputada depois da Elite. Este evento serve como adaptação ao terreno escandinavo, sendo muito importante para um resultado melhor no Campeonato Mundial.

24 de jul de 2010

O'Ringen 5 Days - 5 Dias de Orientação da Suécia


A Equipe Militar Brasileira, assim como várias outras equipes que estão treinando para o Campeonato Mundial de Orientação em Trondheim, Noruega, estará participando dos 5 Dias de Orientação da Suécia em Örebro. A competição da categoria elite ocorrerá conforme o programa abaixo.

Datas e distâncias:


Domingo July 25th - Long-distance na Arena Kilsbergen. Tempo vencedor homens 75-80 min (13Km), mulheres 60-65 min. Partidas a partir de 9.00am com 3 minutos de intervalo. Esta etapa vale para o World Ranking Event da IOF.

Segunda July 26th - Middle-distance na Arena Dovra Sjöar. Tempo vencedor de homens e mulheres 35 min. Partidas a partir de 10.00am com 2 minutos de intervalo. Os top 10 da Spring Elite Series e os top 20 da competição de domingo estarão nos últimas 30 partidas.

Terça July 27th (à noite) - Sprint na Arena Stadsparken na cidade de Örebro. Prova de sprint tipo cidade e parque com grande platéia. Tempo vencedor de homens e mulheres 13-14 min.

Quarta - dia de descanso

Quinta July 29th - Extended Middle Distance na Arena Käglan. Tempo vencedor homens 45 min and mulheres 40 min. Partidas a partir de 10.00am com 2 minutos de intervalo. Os top 10 da elite series e os top 20 geral das provas anteriores previous races estarão nos últimas 30 partidas.

Sexta July 30th - Partida com perseguição, shortened long-distance na Arena Universidade de Örebro. Partida homens 11.00am e mulheres 12.00. Tempo vencedor homens 60 min, mulheres 50 min.

Acompanhem os resultados on line e outras informações no site do evento www.oringen.se

Veja também fotos das áreas e partes dos mapas.

6 de jul de 2010

JWOC 2010


Começou ontem (05/07) o Campeonato Mundial de Juniores - JWOC 2010, na cidade de Aalborg - Dinamarca.

Vejam a matéria publicada no Blogue Orientovar falando sobre esses primeiros dias.


As informações completas estão no site do JWOC 2010.

2ª Etapa do CamBOr 2010

Foi realizado com sucesso no último final de semana a 2ª Etapa do CamBOr 2010 em Assis SP. Foi organizado pela CBO, FOSP e ONG Navegar na área da Floresta Estadual de Assis (Horto de Assis). A área permitiu uma boa disputa em várias categorias. Esta etapa teve mais 500 inscritos e contou com a partipação dos principais orientistas que dirigem o desporto no Brasil.

Na Elite feminina Mirian Pasturiza venceu os dois percursos, Rachel Lemes foi a segunda e Tânia Carvalho foi a terceira da Etapa.

Na Elite masculina a disputa foi grande. Em terceiro lugar ficou o Ironir, vencedor do percurso longo. O segundo colocado foi o Cleber Baratto, vencedor do percurso médio. O campeão da Etapa foi o Karnikowski, segundo nos dois percursos.

Vejam os gráficos e "split-times" de todos os participantes na página da Federação Paranaense.

Percurso médio
Percurso longo

D21E
Nome CBO Clube Total Perc. Médio Perc. Longo
1. Mirian Ferraz Pasturiza 1415 COSAM 80 0:42:04 40 1:08:59 40
2. Ana Rachel Malerba Lemes 2400 KAAPORA 72 0:44:53 37 1:14:20 35
3. Tânia Maria Jesus De Carvalho 2301 COUFRJ 68 0:55:34 31 1:11:15 37
4. Juliane Valéria Mendonça 2734 COSM 62 0:56:17 30 1:18:35 32
5. Thelma Boerner Hypólito 3601 COPIRA 62 0:54:20 32 1:23:04 30
6. Sônia De Conti 65 COSAM 62 0:50:40 35 1:32:46 27
7. Wilma Barbosa De Souza 1939 COGUARA 60 1:00:03 29 1:20:45 31
8. Mirela Fernanda Galvão Paraná 2085 COC 59 0:51:26 33 1:35:10 26
9. Soraya Gonçalves Cabral . 3131 KAAPORA 58 1:03:29 25 1:16:20 33
10. Tatiana Veríssimo De Andrade 6119 COUFRJ 55 1:02:49 27 1:27:30 28

H21E
Nome CBO Clube Total Perc. Médio Perc. Longo
1. Juscelino Alencar Karnikowski 1873 COGA 74 0:41:57 37 1:33:04 37
2. Cleber Baratto Vidal 1315 NATURA 72 0:41:39 40 1:35:20 32
3. Ironir Alberto Ev 4365 COS 67 0:52:31 27 1:32:24 40
4. Cézar Augusto Fioravanti 481 COSM 61 0:44:52 35 1:44:53 26
5. Fabio Inácio Da Cruz Weis 3182 NATURA 56 0:52:37 26 1:41:43 30
6. Sidnaldo Farias Sousa 5729 KAAPORA 55 0:55:48 20 1:34:50 35
7. Jean Carlos Ramos De Oliveira 1981 COD 53 0:49:54 29 1:47:12 24
8. Gilson Schropfer 1868 COSAM 52 0:53:21 24 1:42:32 28
9. Gilmar Steffler 56 COSAM 52 0:44:53 33 1:51:37 19
10. Vinícius De Mello Galo 2865 COTi 51 0:50:13 28 1:49:23 23


Ainda não recebi fotos do evento.

Os resultados estão disponíveis na página da CBO.