28 de jan de 2010

101 Mapas que você devia correr antes de morrer !

Foi lançado recentemente o blogue: “101 mapas que você devia correr antes de morrer” , que tem despertado uma curiosidade inusitada entre os orientistas. Alojado em http://orienteeringmaps.net/blog/, o blogue contava já com um total de 110 comentários e 311 seguidores angariados no primeiro dia de vida, o que atesta bem da popularidade da mais jovem ferramenta ao serviço da Orientação.

De acordo com os promotores da iniciativa, os 101 mapas a publicar serão escolhidos de entre as várias propostas que lhes forem chegando. Os critérios para a eleição dum mapa terão a ver com características peculiares do terreno ou de vegetação, particularidades naturais das áreas envolventes e com o prazer que se retira da sua navegação. Outros aspectos determinantes podem estar relacionados com a sua situação geográfica, uma competição especial que aí teve lugar ou mesmo uma história particular vivida na primeira pessoa pelo proponente.


Olhando de relance as sugestões lançadas no blog, percebe-se que Veneza (Itália) se encontra no topo das preferências. Referências emblemáticas como o Grande Bazar de Istambul (Turquia), a Cidade Medieval de Carcassonne (França), a City de Londres (Inglaterra), o Central Park de Nova Iorque ou a Academia de West Point (ambos nos Estados Unidos) são alguns dos mapas citados. Mas há também destinos exóticos como Pittwater (Tasmânia), os campos de lava de Galgahraun (Islândia), Bantry Bay (Irlanda), Ilulissat (Gronelândia) ou Bay of Fundy (Canadá); ou mapas clássicos como os de Bortnychi North (Ucrânia), Lunsen, Uppsala (Suécia), Aveyron (França), Avrsfjord-Hamnvag (Noruega), Jundakund (Estónia), Trockener Steg-Klein Matterhorn (Suiça) ou Guardamar (Espanha).


O mapa de Plitvička jezera

De acordo com os promotores da iniciativa, “o blogue ‘101 mapas que você devia correr antes de morrer’ pretende abrir a discussão não apenas acerca das mais interessantes áreas para praticar Orientação em todo o Mundo, mas também sobre os diferentes aspectos do mapa, da cartografia e, por extensão, sobre a essência da própria modalidade."

Plitvička jezera, na região de Lika (Croácia), é o primeiro mapa a ser lançado à consideração de todos [artigo para ler em http://orienteeringmaps.net/blog/2010/01/27/plitvicka-jezera/. Vale a pena atentar nos pormenores do mapa, na riqueza das paisagens naturais e nos argumentos para este poder vir a ser um dos 101 eleitos: Pela qualidade dos terrenos, mas também pela beleza deste local muito especial.
A região dos lagos de Plitvice é património protegido da UNESCO e merece verdadeiramente uma visita. Não apenas pelos magníficos espelhos de água mas também pelas florestas envolventes que lhe conferem um espírito realmente selvagem – e é fantástico sabermos que, nas regiões mais remotas deste extenso Parque Nacional, ainda podemos encontrar espécies raras como o Lobo (Canis Lupus), o Urso (Ursus arctos) ou o Lince (Lynx lynx).

Ou que tal fazer orientação no Monte Fuji?


Uma iniciativa semelhante a esta e que está a ser preparada pelo blogue Orientovar desde o final do ano passado, intitulada “O Meu Mapa”, estará disponível no último sábado de cada mês e o primeiro episódio, da autoria de Luís Santos, incidirá sobre o mapa de Las Mimbres (Puerto de La Mora, Granada, Espanha).

Agradecemos pela dica do blogue Orientovar.

23 de jan de 2010

Entrevista no Blog ORIENTOVAR

ORIENTOVAR é um blog de Portugal, notadamente o de maior conteúdo e diversidade no assunto orientação. O trabalho do Joaquim Margarido é muito bom. Ele tem acompanhado algumas notícias da orientação no Brasil e tem feito entrevistas com nossos orientistas. Gentilmente concedi uma entrevista e algumas fotos pessoais.

20 de jan de 2010

Copa das Federações 2010 (São José do Rio Pardo-SP)

Encontra-se disponível no link COPA DAS FEDERAÇÕES, no sitio oficial da Federação de Orientação de São Paulo (FOSP), o Boletim Nr 1 da Copa das Federações 2010. O evento Ocorrerá no período de 19 a 21 de Março, na cidade de São José do Rio Pardo-SP e fará parte das comemorações de aniversário daquele município.

São José do Rio Pardo conta hoje com uma população de pouco mais de cinqüenta mil habitantes e localiza-se quase na divisa com Minas Gerais, distando 265 Km de São Paulo, 510 Km do Rio de Janeiro, 500 Km de Belo Horizonte, 640 Km de Curitiba, 815 Km de Brasília e 1.350 Km de Porto Alegre.

Banhada pelo Rio Pardo e localizada na Serra do Cervo (complexo da Serra da Mantiqueira), é a cidade onde Euclides da Cunha escreveu Os Sertões, há mais de 100 anos atrás, possui um terreno irregular e movimentado (com altitudes que atingem os novecentos metros), coberto por uma vegetação variada de plantações, pastos e resquícios de mata atlântica.

A Copa das Federações é o primeiro evento nacional do ano e será válido pela primeira etapa dos campeonatos Carioca, Paulista e Mineiro de orientação.

Clique aqui para ver o Boletim nº 1.

Clique aqui para ver as demais provas nacionais de 2010.

Clique aqui para ver o calendário do Rio Grande do Sul.

Clique aqui para ver o calendário do Paraná.

Clique aqui para ver o calendário de Minas Gerais.

Clique aqui para ver o calendário do Distrito Federal.

Clique aqui para ver o calendário do Ceará.

17 de jan de 2010

11º Aniversário da Confederação Brasileira de Orientação (CBO)






Vejam no Blog ORIENTOVAR uma ótima entrevista com José Otávio Franco Dornelles, Presidente da CBO, falando um pouco sobre seu trabalho na CBO nos últimos 11 anos.

5 de jan de 2010

Falecimento de Luiz Antonio Barbosa




Lamentavelmente, nos fazemos portadores da triste notícia do falecimento do atleta e amigo Luiz Antonio Barbosa. O passamento se deu na manhã de 04/01, na cidade de Sorocaba-SP e o corpo está sendo velado na cidade de São Miguel Arcanjo-SP, local onde será sepultado às 09:00 hs da manhã desta terça-feira dia 05 de janeiro.

A todos os "veteranos do nosso querido esporte orientação", é desnecessário apresentar nosso amigo Luiz Antonio, mas para a geração que não o conheceu, afirmos que se tratava de um dos mais importantes atletas do Brasil.

Como militar, integrou a equipe do Exército e das Forças Armadas, como atleta civil, foi um dos fundadores do CORDE-ITU, um dos fundadores da FOSP, além de ter sido organizador de inúmeras etapas do CAMPOR e várias vezes campeão paulista na categoria H21E.

Nos últimos anos, dedicava-se de maneira mais intensa à corrida de aventura, sem deixar de organizar e participar de atividades da orientação. Integrou a equipe Quasar-Lontra, que veio a se sagrar campeã de importantes competições nacionais e teve sempre destacada participação em eventos internacionais.

Vítima de esclerose lateral amiotrófica (ELA) há aproximadamente quatro anos, Luiz Antonio vinha lutando contra a doença desde então e se encontrava hospitalizado desde o segundo semestre de 2008. No dia de hoje, a família perde um excelente pai, marido e filho. O Exército perde um profissional exemplar. O esporte perde um de seus ícones, um dos atletas mais brilhantes com os quais eu tivemos a oportunidade de conviver, e que já vimos competir.
Saiba mais:
Homem-Bússola (Go Outside, Edição 10, 2006)
Apoio ao Luiz Antonio (Site da QuasarLontra)

Conforme informação de Rogério Campos 4 jan. 2010

3 de jan de 2010

Mapas de orientação no GPS e no celular

Por que um mapa de orientação em GPS?


Você já pensou em ter mapas de orientação em seu aparelho GPS, e ver exatamente onde você está usando o GPS? É possível converter qualquer arquivo OCAD a um mapa Garmin, que você pode usar em sua unidade GPS Garmin no formato de mapas .img, usando o software livre disponível. Em sua unidade de GPS que você pode usar o mapa gerado da mesma forma como qualquer outro mapa Garmin - mostrando a sua posição no mapa, alinhando o mapa corretamente, movendo a janela e aplicando zoom.

Este artigo faz parte de uma série sobre GPS e orientação no site WorldofO.com, explorando o que a nova tecnologia pode fazer para disponibilizar mapas de orientação a mais pessoas.

Existem várias razões pelas quais você poderia usar mapas de orientação em um receptor de GPS.

• Para os jovens interessados em orientação. A tecnologia pode ser uma motivação extra – isto ocorre especialmente para os meninos, mas vimos o mesmo para as meninas também. O receptor GPS é um aparelho que capta o interesse de jovens de imediato, e é uma boa maneira de introduzir os jovens a orientação. Temos um monte de comentários positivos 8-12 anos de idade que não tinha tentado orientação antes, que achava que isso era super legal.

• Mapas de Orientação em um receptor GPS é uma boa forma de ensinar melhor orientação aos jovens. Eles podem ver melhor a relação entre o mapa e o terreno, quando há um ponto no mapa que mostra onde eles estão em um dado momento.
– Foi comprovado ser muito instrutivo para 8-10 anos de idade, onde temos observado a compreensão dos diferentes símbolos do mapa muito rápido quando se usa um GPS.
– Outra aplicação interessante foi deixar um de nossos corredores de 16 anos de idade, que é completamente novo no esporte, executar um percurso com um GPS com o mapa de orientação e percurso carregado – “Em vez de me concentrar em onde eu estava, pude me concentrar em onde correr para o próximo controle. Eu poderia correr muito mais rápido, porque eu sempre sabia onde estava, e me senti como um verdadeiro orientista”, disse ele depois.
– Um terceiro o uso de um GPS com mapa de orientação entre os jovens, tem sido a de deixar os iniciantes tentar um percurso mais difícil pela primeira vez levando um GPS com eles como uma segurança, sendo instruídos a só olhar se eles estiverem realmente perdidos . Normalmente não vão precisar, mas torna mais fácil para eles dar o passo acima, de iniciante para o próximo nível.

• Tornar os mapas de orientação úteis e acessíveis para pessoas de fora da comunidade da orientação. Mapas de Orientação são superiores à maioria dos mapas disponíveis para GPS hoje, para fins de caminhada. Há tanto um grande mercado como uma grande possibilidade de levar as pessoas interessadas na orientação e na compreensão dos mapas de orientação.

• Para os cartógrafos é muito útil para transferir o projeto de mapa para o GPS, e levar o GPS para a floresta e verificar o mapa. Isto tem sido feito com muita frequência entre os mapeadores da Nova Zelândia (e talvez também em outros lugares).

• Potencialmente, GPS com mapas de orientação podem ser utilizados em competições de orientação normal também. Minha opinião pessoal é que isto deve ser proibido. Mas poderiam ser criadas categorias especiais para orientação com GPS no futuro, uma combinação de orientação com e sem GPS não seria boa.

O trabalho descrito neste artigo foi feito principalmente num trabalho com o Clube de Orientação Varegg, da Noruega. Nesse caso particular, o objetivo era conseguir jovens interessados em orientação – e ensiná-los como entender e utilizar um mapa de orientação. Com fundos da Gjensidigestiftelsen e alguns financiamentos da Federação Norueguesa de Orientação, o Varegg teve a oportunidade de comprar um conjunto de 10 unidades de GPS Garmin Oregon 300, e desenvolveu um método para converter os mapas de orientação aos mapas que podem ser utilizados nas unidades de GPS.

O GPS tem sido utilizado – e continuará a ser utilizado – em atividades direcionadas para os jovens, tanto para conseguir novos jovens interessados em orientação, como para melhorar a compreensão de mapa dos jovens no clube.

No futuro, outro interesse é trabalhar na confecção de mapas de orientação úteis e acessíveis para pessoas de fora da comunidade de orientação. Em particular, há possibilidades interessantes para o projeto “Tur-orientering” onde mapas de orientação podem ser usados diretamente em uma unidade GPS ou especialmente em um telefone celular com receptor de GPS.

O que você acha?

No vídeo abaixo você pode ver um exemplo do uso de um mapa de orientação convertido do OCAD para uma unidade de GPS Garmin Oregon 300. Como você pode ver, ele parece um mapa de orientação – você começa a ver sua posição no mapa, e é possível dar zoom e mover o mapa. Você também pode deixar o mapa alinhar-se automaticamente à direção que você está se movendo.






Mapa de orientação no celular

Isto em um celular, com o que se parece?

Mapa de Orientação em um iPhone nos E.U.A. (esquerda) e na Suíça (à direita), utilizando a funcionalidade descrita neste artigo.

A funcionalidade na realidade é uma aplicação da web – o que significa que você usa o navegador do seu celular para carregar o mapa de orientação. O navegador determina a posição com base em dados que recebe do receptor GPS, e calcula a sua posição no mapa de orientação com base nas coordenadas GPS.



Em seu celular, você pode ver o mapa de orientação como o vê no papel. Um ponto vermelho mostra a sua posição atual – sendo atualizada em intervalos regulares (a cada dois segundos, na versão atual). A linha vermelha à direita mostra a sua posição nos últimos 30 segundos. Dependendo de qual telefone que você está usando, você tem a possibilidade de dar zoom maior ou menor no mapa. Na versão de teste atual, sua posição estará sempre no centro do mapa. Você pode mover a tela com o mapa, mas na próxima atualização de posição do mapa ele será centrado na sua posição novamente (esta é uma característica que é fácil mudar em uma versão posterior). Acima você vê duas imagens da funcionalidade em uso em um Iphone. Abaixo você pode ver um vídeo da funcionalidade de uso em um telefone Android.