24 de abr de 2013

Aconteceu de 19 a 21 de abril a I Etapa do Campeonato Brasileiro de Orientação. A competição foi realizada no Instituto Federal de Brasília, no campus próximo à cidade de Planaltina. Depois da abertura no dia 19, a prova de revezamento foi na parte central do campus, e como de costume com percursos tipo sprint, com cerca de 2,6 km cada perna. 











No sábado foi o percurso longo, que foi bastante difícil para a maioria dos participantes, porque na área predominava a vegetação de cerrado com bastante variação de bosques cobertos e campo aberto com árvores dispersas. A pouca quantidade de trilhas, conforme anunciado, dificultou bastante os percursos N e B, que muitas vezes tinham que navegar pelas bordas de vegetação e pela bússola, técnicas que ainda não estão bem desenvolvidas nessas categorias. Para os percursos A e Elite já se esperavam percursos mais difíceis, mas com a grande quantidade de áreas verdes e o capim mais alto devido às chuvas dos últimos meses, fez com que grande parte dos competidores fizessem tempos acima de duas horas.

Leandro Pasturiza ganhou o  percurso elite masculino longo, com o tempo de 1h 22min 32", 16 minutos menos que o segundo colocado. Entretanto o percurso foi anulado porque havia um ponto de controle fora do local quando os primeiros atletas passaram. Pasturiza também liderou o percurso médio, passando vários atletas que saíram antes, mas no penúltimo ponto cometeu o erro de não verificar a descrição do ponto de controle, que estava num cupinzeiro, passando direto sem ver o prisma e perdendo 4 minutos, caindo para a sexta colocação. Com isso Juscelino Karnikowski foi o vencedor com 39min 15", com Gilson Schropfer em segundo e Ironir Ev no terceiro lugar.

Na categoria Elite feminina, Mirian Pasturiza venceu o percurso longo, com Soraya Cabral em segundo lugar e Wilma de Souza em terceiro. No percurso médio venceu Tânia Carvalho, com   Wilma em segundo lugar e Juliane Valéria em terceiro. Com Mirian chegando em quarto lugar ainda foi a campeã da etapa.

No percurso médio algumas categorias tiveram seus percursos anulados por causa de um ponto de controle que não estava no local previsto. Não fosse por esses detalhes de percurso, como não haver reposição de água em alguns postos no percurso longo, para os que saíram mais tarde, e pelo atraso na premiação e falta de medalhas, a organização teria alcançado o sucesso esperado, pois muitos aspectos foram positivos, como o apoio de hospedagem e disponibilidade de transporte e alimentação no local da prova.



Ainda houve a participação de competidores da Colômbia e da Venezuela, que praticam orientação há pouco tempo. Com destaque para o colombiano Oscar Andres Rodriguez Sanabria, que venceu o percurso médio da categoria H21A.