5 de dez de 2015

Campeonato Sul-Americano de Orientação 2015

Campeonato Sul-Americano de Orientação realizado na cidade de São Francisco de Paula – RS no período de 3 a 6 de dezembro de 2015. Desta vez com a participação de poucos estrangeiros nas categorias Elite, mas com a presença de representantes do Chile, Argentina, Uruguai e Equador em outras categorias.

No dia 3 de dezembro foi o revezamento, na mesma região dos percursos "longo" e médio, mas com distância curta para cada participante.

No dia 4 de dezembro foi o percurso Sprint, na área do Lago São Bernardo, com um percurso classificatório para as categorias H21E e D21E realizado a partir das 10:00h. As demais categorias correram a partir das 15:00h, assim como a final da Elite. Exceto por alguns pontos de controle alguns metros dentro de floresta, os percursos Elite foram de Sprint urbano. A disputa das Elites foi grande. Na H21E a diferença do campeão foi de apenas 2 segundos. Fabio Kuczkoski fez 16'26" e Sidnaldo Farias foi segundo com 16'28". Em terceiro chegou Cleber Baratto com 17'38", repetindo a sequência do percurso de qualificação. No feminino a campeã foi Letícia Saltori com 18'22", Franciely Chiles, que havia vencido a qualificação, foi segunda com 20'01" e Mirian Pasturiza repetiu a terceira colocação com 20'52" na final.


Já para algumas outras categorias, como as de veteranos H40A e até H55A, foram percursos curtos de floresta. A vegetação era limpa em 50% do percurso, mas não era um Sprint típico. Eu recordei o primeiro percurso médio que fiz no Rio Grande do Sul em 1999, na terceira etapa do CAMBOR, com a diferença que esse percurso agora era mais curto. Mesmo assim, eu venci agora na categoria H45A com o tempo de 16'30"; ficou dentro do previsto.  

No dia 5 de dezembro foi o percurso longo, para algumas categorias, como a D21E, onde Letícia Saltori venceu novamente com 54'22". Tânia Carvalho, que não correu o Sprint, foi a segunda com 58'33", apenas 4 segundos à frente de Franciely Chiles, que foi a terceira com 58'37". Na H21E já era esperado o campeão fazer ritmo abaixo de  6 minutos por quilômetro, e o vencedor foi Ironir Ev com 45'53"(5'28"/km) num percurso de 8,4km. Deveria ter sido um percurso de 11Km, pelo menos; o traçador errou apenas por 3km. Fabio Kuczkoski foi segundo com 46'22" e o terceiro foi Leandro Pasturiza com 47'28". 

Mas para as categoria H45A e H50A, por exemplo, foi um percurso médio, com tempo de 30 minutos para o vencedor. Nós não somos tão velhos assim para que um percurso longo tenha 4,3 km numa área tão limpa! Foi uma decepção meu primeiro percurso longo como veterano, primeiro porque não era longo e depois porque eu fui perceber que a escala era 1:7.500 somente na rota para o ponto 2, quando cometi um pequeno erro de direção e quase saí do mapa. Depois de mais de 30 anos correndo orientação ainda tem algum erro novo para cometer (não checar a escala do mapa na partida). Eu imaginava que  por ser um percurso longo a escala seria 1:10.000, o primeiro ponto tinha muitas referências visuais e dispensava a contagem de passos. Para o segundo fui seguindo referências novamente, mas confundi alguns talvegues rasos e saí à direita do azimute. Ao procurar referências adiante vi dois barrancos grandes ao lado de um caminho na minha perpendicular, mas não consegui vê-los no mapas, cheguei mais perto tentando identificar outros objetos próximos, mas estava confuso, e perdi muito tempo para me relocalizar. Ao retornar ao ponto 1, quando o havia avistado, percebi que aquele caminho no sentido sul-norte era na borda do mapa e os barrancos não estavam no mapa (havia um recorte no mapa para colocar uma legenda com a escala!); aí que olhei que a escala era 1:7.500 e percebi que tinha chegado muito rápido lá.  Depois disso não cometi outros erros, mas não corri mais no ritmo que estava no início, e tive que me contentar com a sétima posição, a mesma que meu amigo Fioravanti na H21E. E assim tem mais uma historinha para o manual do Jovem Orientista.


No dia 6 de dezembro foi o percurso médio, e na categoria D21E Letícia Saltori venceu novamente com Franciely Chiles em segundo lugar e Tânia Carvalho foi a terceira, permanecendo essa colocação na soma dos pontos. Para completar o pódio final, Mirian Pasturiza foi a quarta colocada e Edinéia Roniak a quinta. 



Na categoria H21E Ironir Ev vence novamente, Leandro Pasturiza foi o segundo colocado, Sidnaldo Farias vai para terceiro, Juscelino Karnikowski  sobe para o quarto lugar e Everton Markus caiu para quinto.