13 de mai de 2012

Manual do Jovem Orientista - Dica nr 21

Dica no 21: Adquira os equipamentos básicos para o esporte.


Como qualquer outro esporte, na orientação temos os equipamentos mais adequados para a atividade. É importante termos:
·   Bússola (o melhor tipo é a de dedo com eixo na agulha, mas é possível começar com modelos de menor custo);
·   Uniformes para corrida (mangas longas e curtas);
·   Caneleiras de proteção;
·   Tênis de orientação ou uma chuteira de futebol society;
·   Boné ou bandana (opcionais); e
·   Porta-cartão de descrição.

Podemos comprar esse material pela Internet ou em alguns eventos de orientação. A roupa deve ser adequada ao clima e local de prática da orientação: mangas longas para clima frio e vegetação com espinhos; mangas curtas em clima quente e pouca vegetação fechada; caneleiras como proteção adicional para as pernas. Eu não gosto de usar caneleiras quando está chovendo, por causa do peso extra quando ficam molhadas, mas sempre uso ao menos um par de meião de futebol para proteger as canelas. Entretanto, não dispenso as caneleiras quando sei que a vegetação da região tem muitos espinhos. Precisamos de tênis para treinamento e para competição. Geralmente separamos um tipo melhor para competição, deixando um mais barato ou mais velho para os treinamentos.

É bom usar boné ou bandana para evitar que o suor escorra para os olhos. O boné é muito bom em dia de chuva, mas a bandana enrosca menos em vegetação fechada. Para quem usa cabelos longos é importante prendê-los.

Como acessório opcional pode ser utilizado óculos de proteção, com lentes transparentes ou coloridas, protegem os olhos de possíveis ferimentos com galhos em vegetação fechada. Aqueles que já utilizam óculos de grau precisam de um modelo mais leve, com lentes acrílicas. Para auxiliar na leitura do mapa, existem ainda lupas especiais para orientação, com lentes acrílicas, que são leves e resistentes, que podem ser presas à bússola ou ao polegar.  

Outro acessório importante é o porta-cartão de descrição, ou porta-sinalética, que utilizamos no antebraço. Quando nos acostumamos a levar a descrição e consultar antes de cada ponto, podemos ganhar tempo com as informações sobre como abordar melhor o prisma, de acordo com seu posicionamento, além de conferir se o código do ponto de controle está correto.

Ir ao ÍNDICE

Nenhum comentário:

Postar um comentário